O projeto Creches do Correio Solidário propõe uma intervenção de apoio, focada em temas como violência doméstica em todos os seus níveis,prevenção de bullying valorização da família, resgate de papéis e de identidades de famílias vitimadas, cooperação, convivência mútua e motivação.

Devido a enorme quantidade de denúncias envolvendo violência doméstica e bullying, faz-se necessário uma intervenção direta desde a mais tenra idade com crianças, sua família e junto ao espaço acadêmico. O Instituto Chamaeleon acredita que se os alunos desde cedo, forem orientados a ser receptivos e a integrar quem acaba de chegar explicando que ali não se tolera o bullying, tudo pode mudar. Isso evita o isolamento e o pré-julgamento do novato, que aprende a procurar ajuda.

Já, diante da violência doméstica estamos verdadeiramente interessados em dar novas possibilidades a famílias vítimas deste mal, muitas vezes silencioso, tratando as feridas da alma para que possam se reintegrar na comunidade e restabelecerem o convívio em sociedade. Essa é uma triste realidade e precisamos orientar a sociedade, atuando junto a escolas e aos pais.

Temos plena consciência de nossa responsabilidade e importância do nosso trabalho e nosso objetivo é ampliar o número de atendimentos e alcance do Instituto Chamaeleon.

Público Alvo: creches atendidas pelo Correio Solidário

Primeiras creches atendidas: Creche Cantinho de Você – Candangolândia e Associação Nossa Senhora Mãe dos Homens – Samambaia

Objetivo Geral – ressignificar situações de violência em todos os seus níveis, inclusive o bullying.

Objetivos Específicos – atender crianças, adolescentes e famílias vítimas de violência doméstica e bullying.

– ter o maior alcance possível junto às famílias em nossa comunidade.

– buscar soluções onde o Poder Público não alcance.

– treinar profissionais na área.

– capacitar pais, professores e servidores públicos para identificação da demanda, com o intuito de prevenção à violência.

– conscientizar a sociedade da importância da prevenção, por meio de Seminários, workshops, palestras e cursos.

Resultados Esperados

Estima-se que ao término do projeto as crianças e suas famílias possam ter adquirido conhecimento acerca de todos os tipos e níveis de violência em que estejam inseridos, e que os casos identificados tenham sido ressignificados e reinseridos com eficácia na comunidade. Espera-se que os colaboradores e cuidadores das creches tenham desenvolvido maior capacidade de empatia, cooperação, valorização. E, ainda, que os colaboradores e cuidadores tenham adquirido motivação para lidar com as demandas envolvendo bullying e violência doméstica.